15 de mar de 2011

OBESIDADE


A história da obesidade

.....Para entender por que a obesidade está avançando no mundo de hoje é necessário fazer uma viagem ao passado.

.....Nossos ancestrais tinham grande dificuldade para conseguir alimentos e mais ainda para estocá-los. Por isso, a natureza encarregou-se de dotar o corpo humano de um mecanismo para armazenar energia. Esse mecanismo consistia em impulsionar o homem, por meio da fome, a ingerir uma grande quantidade de calorias. E a fazer seu organismo transformar o excesso em gordura, armazenando-a para os períodos de carência de alimentos. Com um detalhe: nossos antepassados comiam principalmente sementes, raízes e frutas. Foi para esse padrão alimentar, portanto, que a genética preparou o organismo herdado por nós.

.....O problema é que nosso estilo de vida é completamente diferente daquele. Temos eletrodomésticos para realizar o trabalho doméstico, carros para nos transportar e diversas outras facilidades que nos livram de fazer esforço. Além disso, temos pressa na hora das refeições, somos bombardeados por propaganda de comida e vivemos rodeados de alimentos excessivamente calóricos.

.....A combinação de um organismo preparado para armazenar gordura com uma vida cada vez mais cômoda forma um terreno fértil para a expansão da obesidade no mundo.

.....Mas o problema tem solução! Veja depois o depoimento de pessoas que emagreceram, e muito ! São pessoas normais, que encontraram o caminho para emagrecer comendo de tudo, adotando novos e simples hábitos no dia-a-dia.
Fonte: www.emagrecendo.com.br



Doenças que provocam ganho de peso

.....Muitas pessoas acreditam que são obesas em decorrência de algum problema de saúde. De fato, existem doenças que provocam aumento de peso.

.....Mas elas são pouco comuns, respondendo por menos de 5% dos casos. Além disso, geralmente apresentam outros sintomas muito evidentes.

.....Entre essas doenças, uma das principais é o hipotireoidismo, um distúrbio que faz a glândula tireóide produzir menos hormônio do que o normal. Essa queda reduz o metabolismo e a eficiência de alguns órgãos. Os sintomas são ganho de peso discreto (sem aumento do apetite), cansaço, mãos, extremidades e face inchados, pele seca e queda de cabelo. O tratamento usual é feito com medicamentos de reposição hormonal.

.....Outro mal que acarreta ganho de peso é o aparecimento de tumor nas glândulas supra-renais, que também produzem hormônios reguladores do metabolismo. Seu mau funcionamento gera excesso de pêlos no corpo, inchaço, acúmulo de gordura no rosto e no dorso, além de estrias (o acúmulo de gordura leva ao estiramento da pele).

.....Entre as doenças que engordam, outras que se destacam são o hipodonadismo (quantidade deficiente de hormônios sexuais), a insulinoma (excesso de insulina no organismo) e os transtornos emocionais, incluindo a depressão e a ansiedade patológica.

.....Para saber se a obesidade é decorrente de algum desses ou de outros males, o caminho é procurar um médico.
Fonte: www.emagrecendo.com.br



Por que engordamos? 

.....O que faz uma pessoa engordar é o fato de consumir mais calorias do que seu organismo precisa para funcionar e realizar os trabalhos do cotidiano.

.....Nesses casos, o organismo transforma o excedente em gordura, formando uma reserva de energia.

.....Essa capacidade de armazenar energia foi muito importante no desenvolvimento da espécie humana. Graças a ela, nossos ancestrais puderam sobreviver a longos períodos de carência de alimentos, mesmo tendo de realizar muito mais esforço físico do que nós, em tarefas como caçar, se locomover ou se defender dos inimigos. Com a fartura e as facilidades dos dias de hoje, no entanto, essa característica genética passou a levar ao aumento de peso e à obesidade.

.....O avançar da idade também exerce influência nesse processo. Com o passar dos anos, nosso organismo reduz a produção de vários hormônios, fazendo com que os músculos se transformem mais facilmente em gordura. Com menos músculos, o metabolismo desacelera e queima menos calorias.

.....Para evitar ou reverter o aumento de peso, o ideal é combinar uma alimentação equilibrada com atividade física.

Fonte: www.emagrecendo.com.br




Qual o peso ideal?

Uma definição precisa do peso ideal deve levar em conta vários fatores, como o sexo, a idade, a atividade física e a constituição do organismo da pessoa.

Existe, no entanto, um cálculo mais simples, indicado pela Organização Mundial da Saúde. Chamado de Índice de Massa Corporal, ou IMC, ele relaciona o peso e a altura do indivíduo.

Para chegar a esse número, você deve dividir o seu peso, medido em quilos, pelo resultado da multiplicação da sua altura, em metros, por ela mesma.

A fórmula é a seguinte:

IMC = Peso/altura2

Calcule seu IMC no box ao lado!

Conforme o seu IMC, você pode fazer parte de seis faixas de peso. Uma delas indica o peso ideal, que proporciona mais saúde.

Confira na tabela:

  IMC
  Significa
  Menos de 18,5
  Abaixo do peso
  18,5 a 24,9
  Peso ideal
  25 a 29,9
  Sobrepeso
  30 a 34,9
  Obesidade de grau I
  35 a 39,9
  Obesidade de grau II
  Acima de 40
  Obesidade Mórbida
Fonte: www.emagrecendo.com.br



O perigo da luta contra a balança

.....Na busca de um corpo perfeito, as pessoas acabam deixando de lado a saúde e passam a ter uma relação pouco harmoniosa com a comida. Não caia nesta armadilha!
.....Os transtornos alimentares representam uma preocupante "epidemia" que vem se espalhando principalmente em países mais desenvolvidos e atingindo mais freqüentemente adolescentes e adultos jovens. Os padrões de belezas atuais aliados à rejeição social ao excesso de peso e obesidade, principalmente entre as mulheres, fazem com que as adolescentes sintam uma necessidade incontrolável de ficar muito magras para serem aceitas num mundo em que o sucesso é divulgado através da perfeição estética de top models famosas. É a chamada "epidemia de culto ao corpo", no qual só há espaço para corpos "malhados" e "sarados".
.....O ato de comer é controlado por inúmeros fatores, incluindo apetite, disponibilidade de alimentos, hábitos familiares e culturais, pressões sociais e tentativas voluntárias de controlá-lo. Por todos esses motivos vem deixando de ser algo prazeroso em detrimento ao culto da magreza. Fazer dieta para emagrecer sem levar em conta a saúde é amplamente promovido pelas tendências da moda, propaganda, algumas atividades físicas e certas profissões.
.....Os transtornos de alimentos são definidos como desvios de comportamento alimentar que podem levar ao emagrecimento patológico ou à obesidade, entre outros problemas de saúde relacionados a essas condições decorrentes da extrema preocupação com o peso e a imagem corporal.
.....Apesar da alimentação parecer um ato biologicamente automático, está intimamente relacionada a sentimentos como insegurança, bem-estar, afetividade, eventuais carências e angústias, sem esquecer a relação entre alimentação e experiências sociais, pois a maioria dos eventos sociais envolve comida e bebida. É, portanto, uma forma de comunicação social.
.....Os principais tipos de transtornos alimentares são a anorexia nervosa, a bulimia nervosa e o comer compulsivo. Uma das características da anorexia e bulimia é o medo exagerado de engordar e graus variados de deturpação da imagem corporal, sendo que aproximadamente 90% são mulheres. A maioria dos casos costuma ocorrer entre os 14 e 18 anos de idade, mas a incidência vem crescendo de forma preocupante em idades inferiores, atingindo meninas de apenas 12 anos de idade.
Fonte: Revista Água na Boca - Filippo Pedrinola

0 comentários:

Postar um comentário

 

Fazer Mais Fácil Template by Ipietoon Cute Blog Design